…vêm do outro lado da fronteira!

O que é que vem do outro lado da fronteira?! O rio Douro? eheheheh!

Não só! Alguns bons exemplos (não todos, claro)…

Que exemplos?! A resolução da temática da escravatura a que ficam sujeitos os contraentes de créditos hipotecários que entram em incumprimento e ficam sem condições de honrar os seus compromissos. Além de serem despejados – se não saírem voluntariamente – são escravizados.

Ao que parece há pelo menos um banco em Portugal que aceita a dação da casa (verdadeira garantia real) como suficiente para extinguir o vínculo do devedor, entretanto incumpridor: Santander Totta. Porquê? Porque já é prática comum em Espanha.

Porque será que assim não é em Portugal?! É que assim o cenário não ficaria tão asfixiante para as famílias que depois de perderem o emprego, se vêem com menos apoios sociais e a suportar uma maior carga fiscal e…

Ah! Pois! É que o “governo” aqui é bom é a arranjar bons negócios e a aumentar os impostos! Produzir legislação para proteger os concidadãos de situações de abuso é algo bastante espinhoso: é preciso ser além de diligente, competente e (pode ser que também) assertivo.*

Pois, mas depois também há aquela coisa do…como é que se chama…”conflito de interesses”** e da relevância do vencimento do treinador do clube com mais adeptos em Portugal (segundo dizem os censos não oficiais).

* Tudo o que não são: não há formas de inteligência além do disco rígido dos partidos.

** Sim, é um eufemismo…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s